Faça as pessoas desejarem te ajudar - Cápsula #17

Não seja ignorado e se sinta confiante

A Dica: Domine seu ambiente e sua mente

Dica da Nióbio

Transmitir confiança e carisma 100% do tempo é uma tarefa impossível. Existem fatores externos e internos que podem nos influenciar negativamente e nos atrapalhar a alcançar nossos objetivos. Essa semana, separamos os 5 principais vilões do carisma e como contorná-los. Eles são:

  1. Desconforto físico

  2. Ansiedade causada por incertezas

  3. Insatisfação causada pela comparação

  4. Autocrítica

  5. Sensação de incapacidade

Clique no botão abaixo para entender melhor:

Pare de se sabotar


1. Todo mundo tem um tipo de criatividade. Qual o seu?

Comportamento da Semana

A criatividade se manifesta de diversas maneiras e com apenas 15 perguntas você pode saber como é a sua. Com base em pesquisas psicológicas, estas perguntas mapeiam seus hábitos e tendências com o objetivo de te ajudar a entender suas motivações e maximizar seus dons naturais.

São 8 arquétipos de pessoas criativas e você tem um pouco de todos dentro de você. Um deles sempre será o que melhor te representa. O dominante pode mudar ao longo da sua vida e saber o atual te ajuda a alcançar todo o seu potencial criativo. Os 8 tipos criativos são o do Artista, Pensador, Aventureiro, Criador, Produtor, Sonhador, Inovador e Visionário.

Além de interessante, as imagens e animações do teste são de cair o queixo. Vale a pena fazer!

Descubra o seu!

Dica do Paulo Emediato


2. Aprenda a perguntar e receba melhores respostas!

Estilo de Vida da Semana

Saber perguntar e pedir ajuda é uma qualidade valiosa. Perguntas e pedidos mal feitos tornam a resposta muito trabalhosa, fazendo com que o destinatário não se importe com ela. As respostas, quando recebidas, chegam rasas ou carregadas de "lavo minhas mãos".

Os maiores erros são perguntas que:

  • Não incluem contexto necessário para o destinatário conseguir responder

  • Não respeitam o tempo, energia ou atenção do destinatário

  • Implicitamente transferem a responsabilidade do resultado final para o destinatário

Se você quer melhores respostas, aprenda a fazer melhores perguntas! Você terá que adaptar a forma da pergunta para o tipo de informação que você está buscando. Estes 5 exemplos são um bom começo:

1. Pedir informação

"Quero saber mais sobre A e te encontrei através de B. Você é a melhor pessoa para me ajudar com isso?"

É específica sobre o que busca, dá contexto ao dizer porque está entrando em contato e como o descobriu. Além de tornar fácil te encaminhar para a melhor fonte o mais rápido possível, economizando o tempo de ambos.

2. Pedir esclarecimentos

"Com base na nossa conversa sobre A, parece que B é o caso. É isso mesmo?"

Tem um resumo para contextualização. "Parece que..." dá margem para esclarecimento sem ser confrontativo e "É isso mesmo?" é claro, conciso, direto e educado.

3. Pedir ajuda

"Estou tentando A e estou tendo dificuldade. Até então, tentei B com resultado C e D com resultado E. Não estou conseguindo sair disso, o que eu deveria tentar?"

Seja claro sobre o que precisa e o que está tentando fazer. Dê contexto comentando sobre o que já fez, isso mostra que você está fazendo seu trabalho e não espera que ele resolva os seus problemas. "O que eu deveria tentar?" ou "Alguma dica ou conselho?" coloca ele como o especialista e não transfere a responsabilidade.

4. Buscar acordo

"Com base na nossa conversa sobre X, nós decidimos que Y é a melhor solução. O próximo passo é Z, concorda? Se sim, começaremos logo em seguida."

Esse tipo de pergunta é ótimo para confirmar acordos e demandas de trabalho por escrito. Descreva a decisão com o máximo de detalhes possível. "Concorda?" dá espaço para que ele discorde e "Começaremos logo em seguida" adiciona urgência e deixa claro que qualquer esclarecimento deve ser feito neste instante.

5. Pedir conselho

"Estou trabalhando com A. Minhas prioridades são B, C e D. Estou considerando E, mas não sei se é a melhor opção. Se você tiver um momento, gostaria de saber sua opinião. Se não, sem problemas. Obrigado!"

Seja claro e preciso sobre o que você quer alcançar e quais são suas prioridades. Deixe claro que você está pedindo um conselho ou opinião e não que ele decida por você, além de uma maneira fácil de recusar seu pedido caso não possa te ajudar.


3. Pela primeira vez uma nova geração é mais burra que a de seus pais!

Tecnologia da Semana

Desde a primeira vez que o teste de QI (Quociente de Inteligência) foi aplicado, a cada nova geração a nota média mundial só aumentou. O nome dado a isso é Efeito Flynn e suas explicações vão desde melhoria na nutrição e redução de doenças infecciosas até melhor educação e ambientes mais estimulantes.

Mas esse padrão mudou! Os testes de QI tem apontado que as novas gerações são menos inteligentes que as anteriores. Em último livro, o neurocientista Michel Desmurget apresenta, de forma conclusiva, dados concretos de como os dispositivos digitais estão afetando o desenvolvimento neural de crianças e jovens. Para saber mais sobre o assunto, leia sua entrevista para a BBC ou escute-a no Youtube.

Isso não quer dizer que o número das notas também cresce…

De tempos em tempos as notas do QI são normalizadas para que o QI 100 seja a nota mediana da população mundial. Ou seja, devido ao Efeito Flynn, se você aplicasse o teste de hoje a uma pessoa média da época da criação do teste sua nota seria de 70 pontos, o que hoje é considerado uma nota de deficientes intelectuais. O mesmo ocorre para o contrário, uma pessoa média de hoje tiraria 130 no primeiro teste criado, nota atribuída para pessoas geniais.

O Efeito Flynn é o nome dado para o aumento constante do índice médio da população mundial nos testes de QI.